top of page
Feiras Livres de Adamantina

Feira Livre 
Pátio da Estação Ferroviária 

Às quartas e sextas-feiras, o funcionamento é das 14h às 18h.
E aos domingos das 6h às 10h.

Som de Feira Livre

20180718_171252.jpg

Feira Pátio da Estação

Uma tradição que se mantém, mesmo nas grandes cidades, ir à feira tem uma mistura de variedade de alimentos com o local de encontro com os amigos.  O tempo foi passando, mas quem é que não gosta de fazer suas compras ao ar livre, mesmo que tenha de estar se desviando dos tradicionais carrinhos de feira e de pessoas com sacolas cheias.

Ir à feira é um passeio, ver o serviço que nossa mãe natureza nos presta fornecendo alimentos de qualidade, e além de toda essa possibilidade, temos a praça de alimentação, onde o pastel é sempre um dos grandes atrativos.   O tamanho e a forma com que as feiras acontecem variam de cidade para cidade, em São Paulo, por exemplo, ela [a feira] é cantada, os feirantes gritam oferecendo seus produtos e brincando com os fregueses, e apesar da dimensão da cidade a tradição se mantém, o fim da feira é aguardado por aqueles que adoram uma boa pechincha [redução de preços], além desse fato nada melhor que um bom pastel e o tradicional caldo de cana.  Em Adamantina não é diferente, nossa reportagem visitou a feira livre que fica no pátio da estação, pudemos constatar que mesmo com a falta de chuva, a natureza mostra sua força e nos fornece alimentos de qualidade, as fotos comprovam isso.  Tanto na quarta-feira, quanto no domingo, a feira conta com uma boa praça de alimentação e também com brinquedos para as crianças se divertirem.  Muitos dos feirantes são pequenos produtores rurais, que se deslocam de suas propriedades para nos oferecer alimentos que muitas vezes foram colhidos horas antes, sendo essa mais uma razão para prestigiarmos essa atividade que garante produtos de qualidade para nossa mesa.

Erivaldo Lopes
Jornalista

fonte Clikar

Feira1.jpg

Aspectos da Feira Livre de Adamantina de 1940

Essa feira era localizada na esquina da Al. Dep. Sales Filho x Al. Santa Cruz, em frente onde funcionou a fábrica de colchões Pulman Carioca e onde atualmente existe uma agência dos Correios. Na primeira foto se vê a Igreja Presbiteriana de Adamantina, uma das mais antigas da cidade e que ainda existe.














 

Feira2.jpg

Feira Livre aos domingos no pátio da antiga Estação Ferroviária




















 

Ateneu11.png

A Feira  Livre da Estação  é realizada todos os domingos  no Pátio da antiga Estação Ferroviária


 

Feira4.jpg
frutas-signo-zodiaco-horoscopo.jpg

Legumes & Frutas

Feira5.jpg

Feira livre no Pátio da antiga Estação Ferroviaria realizada todos os domingos

20180718_171400.jpg

Maçã

20180718_171409.jpg

Grãos & Alho

20180718_171456.jpg

Batatas, Bananas... 

20180718_171404.jpg

Banana, Mamão

20180718_171435.jpg

Coco, Mamão, Beterraba

20180718_171628.jpg

Abóboras, Abobrinhas, Pimentões, Tomates... 

29744248_2025199874401675_3994846139376290522_o.jpg

O Patio da Feira Livre da Estação Ferroviária  tem Facebook: 
 
Pátio Da Feira Livre 

42045489_2159035684336076_5854672287151685632_n.jpg
Feirantes 
42099760_277522956200997_8523271820483231744_n.jpg
42090052_277522876201005_4562914066326093824_n.jpg

Garapa & Pastel

42218112_1483098921833959_8299603555933749248_n.jpg

 Caldo de Cana

Feirantes 

42266814_277522812867678_8009506389426700288_n.jpg
42251834_277522782867681_7929992027788279808_n.jpg
53866429_2339967442700971_707251401343893504_n.jpg
67944249_588813324980401_7870500979777470464_n.jpg
119118515_170712187943911_892406107276744492_n.jpg
129964326_948435132351550_4697108280150263989_n.jpg
131984187_3551469598293618_2303798404125800362_n.jpg
251043256_1152579115270483_2799008795901490344_n.jpg
127783492_3479593678814544_545183569450554737_n.jpg
129324441_943660509495679_1852491220987586446_n.jpg
131370228_952877228574007_3652572138129501899_n.jpg
172256018_815342835767087_2868911239092783187_n.jpg
191712774_3975841509189756_5546454931273887359_n.jpg
195456984_3996061553834418_3499883550469861420_n.jpg
252705932_1152579218603806_1556775911429271757_n.jpg
218400782_1989036854606139_750389566806016496_n.jpg

Indígenas na Feira Livre de Adamantina

199297916_2488398914637283_3960915845924614494_n.jpg

Fui conhecer o trabalho do grupo índigena que está no Pátio da Feira Livre em Adamantina. Eles são do Paraná e viajam de cidade em cidade, em busca de vender seus produtos artesanais, produzidos com palha. São de qualidade e bem feitos. Fica o convite! Vale a pena conhecer o trabalho deles. Os preços variam entre R$ 10 e R$50.

Noriko Saito 
do Grupo de facebook:  Pátio da Feira Livre Adamantina 

199709780_2488398934637281_9198142392017729487_n.jpg

Artefatos Indígenas à venda na Feira Livre realizada no pátio da antiga estação ferroviária, todos os domingos.





 


Feira Livre
Praça Prestes Maia

 

Local do antigo Almoxarifado Municipal, hoje funciona como Pátio da Feira Livre, com várias barracas onde a população se delicia com salgados em geral e também um local de descontração para caminhadas.
















 

Feira7.jpg

Coisas de Adamantina
Especialidade da culinária adamantinense: o delicioso Porco Espinho, que você poderá encontrar a receita em nossa página " Culinária - Ler Delícias "









 

Foto 1 Feira no antigo almoxarifado.jpg

Ao redor das barracas vários carros de feirantes com produtos fresquinhos  
Foto gentilmente cedida por Gustavo Martins







 

Foto 3 Feira no antigo almoxarifado.jpg

Amigos e familiares, ninguém resiste ao bom pastel de feira, que encontramos nestas barracas. 
Foto gentilmente cedida por Roseli Miguel Arjonas

Foto 2 Feira no antigo almoxarifado.jpg
O lado bom de uma cidade do interior. Ir a feira a pé e despreocupado.
Foto gentilmente cedida por Roseli Miguel Arjonas









 
Foto 5 Feira no antigo almoxarifado.jpg
Os casais de namorados sentem-se à vontade e os amigos podem saborear aquele pastel numa mesinha de feira e isso não tem preço. 
Foto gentilmente cedida por Roseli Miguel Arjonas






 
Foto 10 Feira no antigo almoxarifado.jpg
Árvore frondosa da feira mereceu o registro.
Foto gentilmente cedida por Edson Michelini